Pode ser chamado de alfavaca-de-caboclo, alfavacão, alfazema-brava, alfazema-de-caboclo, bamburral, batônica, betôniabranca, betônia-brava, celine, chá-de-frança, cheirosa, erva-cidreira, melissa-de-pison, mentrasto-dogrande, mentrasto-guaçu, pataquera, salva-limão, sambacoite, são-pedro-coá.





Família Lamiaceae
 Hyptis suaveolens Poit.
N.V.: alfavaca-de-caboclo, alfavacão, alfazema-brava, alfazema-de-caboclo, bamburral, batônica, betôniabranca, betônia-brava, celine, chá-de-frança, cheirosa, erva-cidreira, melissa-de-pison, mentrasto-dogrande, mentrasto-guaçu, pataquera, salva-limão, sambacoite, são-pedro-coá. 
Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o território nacional. Mais rara na Região Sul do Brasil. Vegeta em áreas cultivadas, áreas ocupadas com olericultura e fruticultura e áreas com pastagens. Fornece pólen para abelhas-europa e nativas. Apresenta caule ereto, quadrangular, piloso, de coloração verde, mas com pigmentação castanho avermelhada, bastante ramificado e com os nós bem espaçados. Folhas opostas cruzadas, pecíolo curto, limbo piloso e de formato ovalado, com margens irregularmente serradas. Inflorescência constituída por fascículos com até 20 flores, localizadas ao redor dos nós e junto das axilas de folhas. Flores pedunculadas, cálice tubuloso persistente e com 5 sépalas pontiagudas, corola também em tubo e com 5 pétalas lilacinas e com os lobos evidentes, de curta duração na inflorescência e que carrega consigo os estames. Fruto seco do tipo carcerulídeo. Esta espécie pode ser facilmente identificada em campo por meio da inflorescência do tipo fascículo de flores, reunido ao redor do caule tetrágono, cujos cálices se apresentam muito pontiagudos, quase espinescentes e, por serem persistentes na planta, assumem uma coloração paleácea na maturidade. Propaga-se por meio de sementes.

0 comentários:

Postar um comentário

 
MyFreeCopyright.com Registered & Protected